7 de março de 2011

Festa da carne..

(Alegria não é?)

O carnaval como sabemos é a festa da carne, mas espero que este texto principalmente possa ser passado aos que não sabem e sendo assim não conhecem a verdade..


O carnaval é considerado uma das festas populares mais animadas e representativas do mundo. Tem sua origem no entrudo português, onde, no passado, as pessoas jogavam uma nas outras, água, ovos e farinha. O entrudo acontecia num período anterior a quaresma e, portanto, tinha um significado ligado à liberdade. Este sentido permanece até os dias de hoje no Carnaval.

História do Carnaval 
O entrudo chegou ao Brasil por volta do século XVII e foi influenciado pelas festas carnavalescas que aconteciam na Europa. Em países como Itália e França, o carnaval ocorria em formas de desfiles urbanos, onde os carnavalescos usavam máscaras e fantasias. Personagens como a colombina, o pierrô e o Rei Momo também foram incorporados ao carnaval brasileiro, embora sejam de origem européia.
No Brasil, no final do século XIX, começam a aparecer os primeiros blocos carnavalescos, cordões e os famosos "corsos". Estes últimos, tornaram-se mais populares no começo dos séculos XX. As pessoas se fantasiavam, decoravam seus carros e, em grupos, desfilavam pelas ruas das cidades. Está ai a origem dos carros alegóricos, típicos das escolas de samba atuais.
No século XX, o carnaval foi crescendo e tornando-se cada vez mais uma festa popular. Esse crescimento ocorreu com a ajuda das marchinhas carnavalescas. As músicas deixavam o carnaval cada vez mais animado.
A primeira escola de samba surgiu no Rio de Janeiro e chamava-se Deixa Falar. Foi criada pelo sambista carioca chamado Ismael Silva. Anos mais tarde a Deixa Falar transformou-se na escola de samba Estácio de Sá. A partir dai o carnaval de rua começa a ganhar um novo formato. Começam a surgir novas escolas de samba no Rio de Janeiro e em São Paulo. Organizadas em Ligas de Escolas de Samba, começam os primeiros campeonatos para verificar qual escola de samba era mais bonita e animada.
 (fonte: suapesquisa.com/carnaval)

Beleza então, passemos adiante com o conceito cristão, uma vez que já sabemos o conceito humano e racional.

Carnaval nada mais é do que uma festa onde ocorrem as libertinagens da concupiscência da carne, "Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo". 1 João 2:16

O carnaval é a constante (porque dura quase uma semana) liberação das vontades sexuais do homem e da mulher, isso em conjunto gera uma enorme e inconsequente mistura, que leva por fim a violência, a morte, a gravidez precoce, ao adultério, à prostituição, e a morte de inocentes (inclusive o aborto).

Ali nessa massa popular se esfregando, há também a ilustre presença, sine qua non, de demônios conjurados especificamente para destruir os sonhos de Deus para cada uma daquelas vidas que desconhecem o amor real e o sentido da vida.

"Depois, havendo a concupiscência concebido, dá a luz ao pecado; e o pecado sendo consumado, gera a morte". Tiago 1:15

Pouco tempo antes do carnaval, em conjunto as pessoas afirmam no natal, "Que nasça jesus em nossas vidas, que seu amor nasça em nós mais uma vez!", porém mais um pouco de tempo e dizem, "Adeus ano velho, feliz ano novo!", e por fim 2 meses após isso, voltam às suas vidas passadas e esquecem que por intermédio delas mesmas Cristo "renasce" em seus corações, e ao fim do ano, novamente "Cristo renasça em nós!".

Se Cristo pelo menos fizesse 1 ano consecutivo de idade, talvez pudesse fazer algo por elas, mas como nasce todo ano, não tem tempo de crescer e mudar a vida da pessoa. Que vergonha!

Viu só como é triste a mensagem conjunta destas festas?

"Na paixão da concupiscência, como os gentios, que não conhecem a Deus". 1 Tessalonicenses 4:5


Aqui nesta imagem vocês podem perceber o T na mão do demônio, isto simboliza Tamuz, um deus da fertilidade para os antigos babilônios, Tamuz tinha por companheira Astarote, a rainha do céu, que era filha de Baal, deusa dos fenícios. A respeito de Baal, podemos citar o seguinte, é a junção dos 4 príncipes do inferno em um único deus, B de Belzebu, A de Astaroth, A de Asmodeo e L de Leviathan.
Uma curiosidade sobre a rainha do céu (Astarote, um dos príncipes do inferno): ela é também chamada de Maria, isso mesmo, a Virgem Maria, que recebe inúmeras rezas e adorações pelos católicos. A Virgem Maria, nada mais é do que uma forma bonita do demônio Astarote.
(Virgem Maria = Astaroth)

As pessoas sabem disso, mas estão cegadas pelo prazer momentâneo. 

"Nos quais, o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus". 2 Coríntios 4:4

Não quero ser chato, mas se possível, repasse esta mensagem.

2 comentários:

Nayara disse...

♥ Eu já briquei carnaval e sei bem como é: terrível!!! Mesmo os que dizem: ah, eu sou vou olhar!!!Por favor, do que não presta nem devemos olhar, participar, ou ser platéia, píblica, e dar pontos, fazer presença.
A Bíblia diz: "Quer comais, quer bebais, fazei tudo para a glória de Deus" (2Co.10.31) Agora em que o carnaval glorifica a Deus?! Em nada!!!!
Beijos meu querido e tudo de bom para voce em nome de Jesus. Amém

Anônimo disse...

assista e reflita,esta tudo errado.

https://www.youtube.com/watch?v=GHt6diOq6o4

Facebook Google+ Twitter RSS